O Mini Cooper receberá o Audi A1, seu mais novo rival, com poucas mudanças na linha 2011. A nova “cara” do hatch tem as grades superior e inferior e para-choques renovados, que segundo a marca melhoraram seu índice de proteção a pedestres em caso de atropelamentos. Na traseira, os para-choques também mudam, e as lanternas agora contam com LEDs. Internamente, há novos tecidos e opções de customização, enquanto o Mini Clubman tem um display dentro do velocímetro central que pode reproduzir vídeos.

Quanto à motorização, a linha 2011 do Mini elevou a potência dos motores 1.6 litro aspirado de 120 para 122 cv, enquanto a versão turbo passou de 175 para 180 cv. Os propulsores a diesel também melhoraram, agora com 90 e 112 cv e mais econômicos – segundo a marca, os motores a diesel emite apenas 99g de CO2 por quilômetro. E pela primeira vez, o Mini Cabriolet também contará com essa opção de motor. A linha 2011 do Mini Cooper começará a ser vendida na Europa a partir de setembro – no Brasil ainda não há data confirmada, mas os novos modelos podem aparecer já no Salão do Automóvel.

Rodrigo Mora

|