Uma das uniões mais improváveis, e hoje claramente uma das mais bem-sucedidas, foi o casamento entre Fiat e Chrysler. Polêmicas à parte, as duas saíram no lucro: a Chrysler evitou a falência e, mais importante, viu novos projetos no horizonte; enquanto a Fiat retornou aos EUA e absorveu a tecnologia da norte-americana – a possibilidade de ter um SUV é um dos maiores exemplos. Até a Alfa Romeo, que estava escondida, começa a colher frutos.

Aproveitando seu retorno ao mercado norte-americano – já iniciado com o 500 –, a Fiat pretende voltar também ao mercado de sedãs de luxo, desenvolvendo um substituto para o Alfa 166. É o que revela a revista Auto Motor und Sport. Segundo a publicação alemã, o suposto modelo topo de linha da marca Premium usaria plataforma do Chrysler 300C e seria não um sedã, mas sim um cupê de quatro portas. Supostamente batizada de 169 e com aproximadamente 5 m de comprimento, a novidade encararia BMW Série 5 e Audi A6.

Rodrigo Mora

|