Milhões de unidades convocadas para recall, discussões com entidades de segurança rodoviária para descobrir de quem foi a responsabilidade nos inúmeros casos de acidentes, investigações governamentais, reputação abalada e, pra completar, processos de seguradoras. Nada disso, no entanto, abalou o desempenho da Toyota nos EUA.
 
A marca japonesa deu adeus a 2010 como a montadora que mais vendeu carros nos EUA, com 1.763.595 emplacamentos. O carro mais vendido por lá, inclusive, é o Camry, sedã de grande porte para nós, mas considerado médio pelos norte-americanos. E adivinhe a marca de luxo mais bem sucedida comercialmente nos EUA no ano passado? Sim, a Lexus, divisão requintada da Toyota.

Rodrigo Mora

|