A Audi está decidida a entrar na seara dos elétricos, só não sabe exatamente como. A montadora alemã apresenta no Salão de Detroit uma versão “miniatura” do e-Tron revelado no Salão de Frankfurt, em setembro passado. Menor e mais leve, o e-Tron mostrado agora tem 3,93m de comprimento, contra 4,26m do carro exibido anteriormente. E com 1,78m de largura e 1,22m de altura, é menor até que o TT, modelo abaixo do R8, em quem o e-Tron buscou inspiração.
 
Quanto ao peso, o “mini” e-Tron, também construído em alumínio, chega a 1.350kg, aproximadamente 250kg a menos que o modelo maior. Isso permitiu à Audi instalar dois motores elétricos no novo e-Tron, capazes de levar o esportivo a 100km/h em 5,9 segundos e atingir a velocidade máxima (limitada, para preservar as baterias) de 200km/h. No primeiro e-Tron são quatro motores, instalados em cada roda, somando 317cv.
 
Segundo a Audi, o novo e-Tron tem autonomia de 248km, desde que as baterias estejam totalmente carregadas. Para que elas fiquem cheias, a demora é de até 11 horas. O objetivo da Audi com o e-Tron reduzido é oferecer um esportivo elétrico mais acessível que o modelo original, que tinha preço estimado de 100.000 libras. A fábrica de Ingolstadt também acredita que o veículo se transformará numa grife: “acreditamos que o e-Tron será tão famoso quanto o sistema de suspensão quattro”, avisa o CEO da Audi, Rupert Stadler.
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/