A Audi descartou produzir o A1 e-tron, exibido durante o Salão de Genebra, em março. Segundo o site Autoblog, a fabricante de Ingolstadt aparentemente já considera o A1 um carro de baixo consumo e emissão de poluentes, graças ao seu sistema start/stop e aos freios regenerativos. Além disso, a plataforma do A1 não comportaria os componentes característicos de veículos elétricos.

O A1 e-tron revelado em Genebra levava motor elétrico de 61cv e 15,3 kgfm de torque, disponíveis em qualquer rotação. Associado a ele, um propulsor a combustão Wenkel, do tipo rotativo, de 254 cilindradas, também de funcionamento constante, a 5.000 rpm. A promessa era de que o compacto rodaria 52,6 km/l e emitiria apenas 45 g de CO2 por quilômetro.

Rodrigo Mora

|