Digamos que a BMW é mais generosa com os SUVs mais velhos. X5 e X6 têm suas variantes M Power com tudo o que a grife dá direito: motor mais forte, suspensão retrabalhada e um visual condizente com suas pretensões. Com os mais novos, X3 e X1, a lendária linhagem M Power chega apenas no visual. Primeiro foi a vez do X3, e agora é a vez do X1.

O crossover ganha rodas aro 17 exclusivas da gama, para-choque maiores e com entradas de ar mais proeminentes e acabamento interno com o logo da grife. Destaque para o volante, multifuncional e os bancos esportivos. Quanto à motorização, nenhuma mudança.

Rodrigo Mora

|