Lançado em 2005, o Série 1 já está a tempo o suficiente no mercado para finalmente ganhar uma nova geração. A linha 2012 do hatch, antecipada pela marca nesta segunda-feira (6), será apresentado ao público durante o Salão de Frankfurt, na Alemanha em setembro, e logo em seguida chega às revendas da BMW na Europa. A divisão nacional da fabricante, no entanto, ainda não divulga quando o veículo desembarca no Brasil.

Não só o novo visual, destacado principalmente pelo desenho dos conjuntos ópticos frontal e traseiro, o Série 1 2012 também cresceu comparado a primeira geração. Pelas contas da BMW, o modelo ganhou mais 85 mm de comprimento, somando 4,32 metros, enquanto a distância entreeixos aumentou 30 mm, chegando 2,69 m. Já a largura ganhou 17 mm, com 1,76 m no total. A altura, por outro lado, permanece a mesma: 1,42 m. O crescimento da carroceria também elevou a capacidade do porta-malas em 30 litros, que agora leva 360 l.

Outra novidade importante no carro é o motor 1.6 turbo com injeção direta de gasolina – o mesmo usado no Peugeot 3008 – que substitui o 2.0 aspirado da linha anterior. Na versão 116i o propulsor desenvolve 136 cavalos de potência e torque máximo de 22,4 kgfm. O 118i também é impulsionado pelo mesmo bloco, mas ajustado para gerar 170 cv e 25,4 kgfm. A nova linha do Série 1 é complementada por mais três versões 2.0 turbodiesel  - 116d, 118i e 120i - com potencias entre 116 cv e 184 cv.

A BMW ainda informa que todas as opções de motorização podem ser associadas ao câmbio manual de seis marchas ou automático de 8 velocidades. Mais adiante, ainda segundo a fabricante, o Série 1 2012 nas versões 128i e 130i será conduzido pelo recém-lançado motor 2.0 turbo quatro cilindros, já introduzido no X1. Essa opção substituirá o propulsor 3.0 turbo seis cilindros, que também equipa o cupê 135i.

O interior do novo Série 1 é bem mais sofisticado. A parte central do painel está mais larga, ficando parecido com o desenho dos modelos mais caros da BMW. Há também um tela de 7” acima do console e o veículo também passa a contar com a opção do sistema iDrive, para entretenimento e navegação. Mudam ainda o design do volante e bancos, que segundo a fabricante agora dispõe de matérias de acabamento mais requintados.

A segunda geração do Série 1 é mais um trabalho conduzido pela equipe de designers do Adrian von Hooydonk, que já criou também as novas gerações do Série 6, Série 7, X3 e X5, além do desenvolvimento do X1. O holandês, que assume o cargo de diretor de design da BMW, tem a missão de reelaborar toda a linha da marca, que ainda possui uma série de veículos da era Chris Bangle, o antigo chefe da área, conhecido por ter "arredondado" os carros da fabricante da Bavária.

Thiago Vinholes

|