Pela primeira vez em 11 anos de existência da Fiat a Itália não é o maior mercado da montadora. O Brasil, com crescimento de 12,6%, ultrapassou o país de origem da marca em 2009.

Foram vendidos aqui cerca de 750 mil carros – incluindo a marca Iveco - enquanto na Itália esse total não passou de 722 mil, ainda que tenha ocorrido um leve crescimento de 0,5%.

Segundo Sergio Marchionne, presidente do grupo, essa situação deve se repetir em 2010. Apesar disso, o faturamento da Fiat no Brasil certamente é menor que na Itália já que os produtos aqui têm uma média de preço inferior ao do mercado europeu.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/