Um dos modelos mais desejados da última década e dono do título de carro mais veloz e potente do mundo por algum tempo, o Bugatti Veyron se prepara para dar adeus a linha de produção. A montadora francesa prepara uma apresentação especial para o exemplar de número 450 do superesportivo, no Salão do Automóvel de Genebra, marcado para acontecer entre os dias 5 e 15 de março. O modelo ainda estrá para ser fabricado, mas mesmo assim já tem dono. 

Ainda não há detalhes a respeito da última unidade do Veyron, mas de acordo com fontes, o modelo deve ser da versão Grand Sport Vitesse, com direito a um upgrade de potência de 50 por cento. O motor do modelo “convencional” é um W16 (dezesseis cilindros posicionados em “W”) de 8.0 litros, com direito a 64 válvulas e quatro turbinas, capaz de desenvolver 1.200 cavalos de potência e 153 kgfm de torque, associado a uma transmissão automatizada de sete velocidades e dupla embreagem e tração integral. Segundo a marca, o bólido chega aos 434 km/h.

Quanto ao sucessor, o presidente da marca, Wolfgang Dürheimer, revelou durante uma entrevista ao site Auto Motor und Sport que um próximo modelo deve demorar para chegar. “Muitos dos nossos clientes são colecionadores de arte, e eles sabem que leva-se tempo para criar uma obra de arte”, explicou o executivo. Entretanto, ele garantiu que o novo superesportivo da marca “deve fazer tudo melhor que seu antecessor” e, essencialmente, “fazer o melhor ainda melhor”.  

 
 
Bugatti Veyron Gran Sport Bugatti Veyron Gran Sport
O Bugatti Veyron será outro carro compartilhável da Four Private O Bugatti Veyron será outro carro compartilhável da Four Private
Bugatti não revela fotos nem o preço da série especial. Este é o Grand Vitesse Bugatti não revela fotos nem o preço da série especial. Este é o Grand Vitesse
A VW praticamente não ganha nada com as vendas do Bugatti Veyron, exceto o retorno de imagem. A cada carro, a marca tem um prejuízo de R$ 13,7 milhões A VW praticamente não ganha nada com as vendas do Bugatti Veyron, exceto o retorno de imagem. A cada carro, a marca tem um prejuízo de R$ 13,7 milhões
Bugatti Veyron One of One Bugatti Veyron One of One
 
 
Redação

Redação |