Depois de já ter apresentado a versão hatch da linha C4, a Citroën finalmente lançou oficialmente o modelo no mercado brasileiro. A aposta da companhia francesa é com alguns itens inovadores e a vasta lista de equipamentos de série.

A companhia disponibilizou o novo membro da família C4 em duas versões de acabamento, GLX e Exclusive, e com duas motorizações, 1.6 16V Flex e 2.0 16V Flex. O modelo tem preço sugerido a partir de R$ 53 800.

Os irmãos mais velhos do modelo são o Grand C4 Picasso, o C4 Pallas e o C4 VTR, além do também recém-chegado C4 Picasso. Mas é com o hatch que a marca espera atingir com mais força um segmento de suma importância no mercado brasileiro.

Equipamentos de série

Mas, voltando a falar do hatch, a versão GLX Flex vem, de fábrica, com os seguintes itens: rodas de liga leve com pneus 205/55 R16, freios a disco nas quatro rodas com ABS + EBD + AFU, airbags frontais, volante com comandos centrais fixos, rádio CD player e MP3 frontal com comando no volante, computador de bordo multifunções, retrovisores externos com regulagem elétrica, porta-luvas refrigerado e com iluminação, faróis com regulagem elétrica, entre outros.

Quem optar pelo Exclusive Flex, terá, além dos itens acima, outras exclusividades, como: dois airbags laterais dianteiros e dois airbags do tipo cortina, detector de obstáculo traseiro, revestimento dos bancos em couro, bluetooth com comando no volante, retrovisor interno eletrocromo, ar condicionado digital com regulagem independente (dir./esq.), entre outros itens.

Por fim, a Citroën também disponibiliza o Pack Tecnologique, com os seguintes equipamentos: alarme, faróis de xenônio direcionais bi-função, ESP e ASR (antipatinagem), banco do motorista com 4 estágios de regulagem elétrica, detector de obstáculo dianteiro e retrovisores externos rebatíveis eletricamente.

Design diferenciado

Esse ponto merece destaque, já que o novo carro da família C4 conta com um visual de diferentes concepções. De acordo com a companhia, um de seus valores tradicionais está presente no hatch: a aerodinâmica.

“Ela resulta de um trabalho aprofundado no C4, o que permitiu obter uma Cx de apenas 0,29. Este valor proporciona conforto acústico e redução de consumo e emissões, e foi obtido graças à criação de uma silhueta particularmente fluida, caracterizando-se por: altura limitada (1,46 m); pára-brisa formando continuidade do capô; teto longo com caimento para trás; e flancos fechando-se para trás”, explicou a marca.

Enfim, trata-se de mais um automóvel da linha C4 da Citroën, contando com a maioria das características já apresentadas antes. Resumindo: a marca aposta em um visual diferenciado e uma longa lista de equipamentos de série para atrair clientes.

Redação

|