Os futuros donos de Camaro no Brasil terão que se contentar com um câmbio automático de seis velocidades, única opção oferecida pela General Motors para o esportivo, que chega por aqui na versão SS. “O câmbio seqüencial, com borboletas no volante, é uma unanimidade hoje. Praticamente todos os superesportivos e até os carros de corrida utilizam esta tecnologia. É um item fundamental, para conseguir aliar em um único carro a agressividade de condução com mais de 400 cv de potência, ao conforto necessário para se rodar também nas grandes cidades”, justifica Ronaldo Znidarsis, diretor geral de Vendas e Marketing da General Motors do Brasil.

O Camaro SS que vem para o Brasil tem motor V8 de 6.2 litros, capaz de gerar 406 cv de potência e 55,6 kgfm de torque. A princípio um ícone de alto consumo de combustível, esse propulsor pode até ser econômico, dependendo da situação. Ele traz a tecnologia que, em velocidades de cruzeiro, desliga automaticamente quatro cilindros, reduzindo o esforço do motor.

Rodrigo Mora

|