Para um automóvel que já é uma raridade pelo que faz transformar o Bugatti Veyron em um modelo mais exclusivo parece exagero. O carro mais veloz do mundo, fabricado pela marca francesa que hoje pertence à Volkswagen, foi transformado numa jóia pela Mansory, uma preparadora de carros europeia.

Mas em vez de mais desempenho, a empresa optou por aplicar ouro em sua carroceria de fibra de carbono. O resultado divide opiniões. A cor dourada contrasta bastante com o visual entrelaçado da fibra, mas há quem ache que a Mansory passou dos limites.

Batizado de Mansory Linea Vincerò d´Oro, o Bugatti, na verdade, utiliza ouro na moldura da entrada de ar do radiador, assim como nas maçanetas, retrovisores e alguns detalhes do interior, já as rodas usam um material que imita o visual dourado.

Como todo destaque é pouco, o Veyron de ouro ainda traz luzes diurnas de leds, como se bastasse todo o brilho natural do modelo. A clientela abastada dos Emirados Árabes agradece.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/