Representantes dos países-membros do Mercosul se reuniram na semana passada em Buenos Aires, na Argentina, para definir um novo sistema de placas de identificação de veículos unificado para permitir a livre circulação dos mesmos entre os países do bloco, no caso Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela. A proposta, que ainda depende de mais aprovações, pode se tornar obrigatória em todos os carros licenciados a partir de 2016 nos países citados.

Desta forma, carros e veículos utilitários serão identificados pela sequencia de letras e números, além das bandeiras e siglas de sua respectiva nação. Esse tipo de placa unificada já é utilizada na Europa em veículos que circulam por países da União Europeia.

"A decisão de adotar um padrão para os veículo da região representaria um avanço no processo de consolidação do Mercosul como um espaço de interesses comuns na América do Sul", declarou o ministro da Justiça e Direitos Humanos da Argentina, Julio Alak.

Veja mais: Estrada que brilha no escuro é inaugurada na Holanda

Além da identificação padrão para os carros, a medida também prevê um sistema de intercâmbio de informações de registro dos automóveis licenciados no Mercosul.

Thiago Vinholes

Thiago Vinholes |