A Chery do Brasil acaba de confirmar o preço do Cielo, afirmando que vai monitorar os concessionários que praticam ágio, conforme levantou ontem uma reportagem do site iCarros. Em algumas lojas, hatch e sedã eram anunciados com até R$ 5 000 de sobrepreço, bem diferente dos R$ 41 900 sugeridos pela marca. Esse preço é o da versão única comercializada por aqui, que já traz de série direção hidráulica, ar-condicionado, CD player com MP3 e entrada USB, rodas aro 16, sensor de estacionamento, ABS e airbag duplo. Na motorização, o Cielo conta com um motor 1.6 de 119 cv, acoplado a um câmbio manual de cinco velocidades.

Reconhecendo que os produtos chineses ainda precisam evoluir na qualidade, o CEO da Chery do Brasil, Luis Curi, é cauteloso na estimativa de vendas do modelo. Até o fim do ano, pretende comercializar 2 000 Cielos, sendo 70% do hatch e 30% do sedã. A Chery, no total, quer vender 10 000 unidades – sendo 5 000 Faces e 3 000 Tiggos. AUTOO acompanha o lançamento oficial do Chery Cielo e traz amanhã as primeiras impressões do modelo.

Rodrigo Mora

|