A dinâmica do mercado chinês é impressionante. A mudança e a freqüência de lançamentos não tem paralelo no mundo. Sérgio Habib, presidente da SHC e responsável pela vinda da marca JAC em 2010, comentou em recente entrevista que “enquanto os europeus lançam uma nova geração a cada sete anos, os chineses, às vezes, levam apenas dois anos”.

Veja o caso do Corsa, da Chevrolet. A primeira geração, aquela que temos desde 1994, também seguiu para a China, inclusive na versão sedã, aqui chamada de Classic. Mas nesse meio tempo em que o carro brasileiro “estacionou”, o chinês mudou de visual.

Pois essa mudança será incorporada no modelo nacional em 2010, conforme antecipado pelo AUTOO há vários meses. Pensaram que ficaremos em linha com os chineses? Engano. Eles acabam de lançar uma nova geração do Sail, o nome pelo qual o Classic ficou conhecido lá.

Frente com novo DNA da marca, interior simples, mas bem construído e um jeito de mini-Cruze, o sedã médio mundial da marca. A traseira não chega a ser original, mas no conjunto o sedã parece muito mais bem resolvido que o antigo. Não é para menos que a Chevrolet brasileira agora responde para sua congênere chinesa.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/