A Lifan Motors, marca de origem chinesa, tem planos ambiciosos para o mercado brasileiro. Após a anunciar a criação de um centro de desenvolvimento em parceria com o Grupo Effa, a fabricante desta vez revelou em nota que pretende projetar um novo modelo no Brasil. De acordo com a empresa, a empreitada consumirá US$ 70 milhões (cerca de R$ 116.5 milhões) e resultará na criação de um compacto abaixo do 320, o conhecido “clone” do Mini Cooper. O lançamento do novo veículo é esperado para 2014.

“O Brasil foi escolhido como porta de entrada dos veículos Lifan nas Américas por ter uma indústria automotiva madura. Isso, somado ao fato de estarmos passando por uma das melhores fases históricas de crescimento, faz do Brasil um local perfeito para desenvolver novos produtos e tecnologias”, explica Ronaldo Mazará Junior, diretor de Engenharia do Grupo Effa e responsável pelo projeto. No comunicado, a Lifan também afirma que pretende entrar no ramo de carros elétricos, segmento ainda inexistente no Brasil.

O centro de pesquisas da marca chinesa atualmente opera na sede da Effa, em Barueri (SP). Entretanto, a montadora anuncia que a instalação ainda será transferida para um novo local entre as cidades de São Paulo e Campinas. Além do hatch 320, à venda por R$ 29.980, a Lifan também oferece ao consumidor brasileiro o sedã 620 por R$ 39.980.

Thiago Vinholes

|