É o mercado norte-americano não é mais o mesmo. Naturalmente seus modelos ficavam cada vez mais chamativos e exagerados a cada mudança mas a crise financeira reverteu essa situação. Além de passarem a consumir automóveis pequenos, até mesmo os grandões andam perdendo o ar de majestade.

A Chrysler que o diga. O imenso e apelativo 300C, um ícone do paladar local, agora ficou mais discreto e elegante. A montadora revelou a nova linha do sedã que perdeu a letra “C” e passou a incorporar as siglas S6 (para designar o motor V6 3.5 litros) e S8 (HEMI V8 de 360 cv).

Na frente a grade perdeu o cromado e ganhou uma tela em colmeia além de faróis com máscara negra. Na lateral saíram os frisos também cromados deixando as portas lisas, e atrás a tampa do porta-malas passou a ter um ressalto com o break-light incorporado.

Mudanças leves, mas bem feitas, sem dúvida. No interior, o básico: nova padronagem de couro perfurado, acabamento que mescla alumínio e fibra de carbono sem falar no novo sistema de som premium com nada menos que 13 alto-falantes.

O novo Chrysler 300 S6 e S8 será mostrado na semana que vem em Detroit, passa a ser vendido em abril nos EUA e deve chegar aqui no 2º semestre.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/