Alguns teasers depois, a Chrysler finalmente desvendou o 200, modelo que sucede o rejeitado Sebring. Destinado ao mercado norte-americano – já que a Europa conta com o austríaco 300C –, o novo sedã inaugura a nova identidade visual da montadora, marcada pela grande, cromada e seccionada grade.

Segundo a Chrysler, o 200 leva sob o capô um motor 2.4 litros, associado a transmissões automáticas de quatro ou seis velocidades. Para o modelo topo de linha, fica reservado o bloco 3.6 litros V6 Pentastar, de 278 cv e acoplado a um câmbio automático de seis marchas. Ainda de acordo com o informativo da marca, o interior (ainda não revelado) ganha materiais mais macios ao toque e novos painel e console central. Com chega às lojas dos EUA até o fim do ano, o 200 deverá fazer sua estreia oficial durante o Salão de Los Angeles, em novembro.

Rodrigo Mora

|