A Citroën anunciou nesta quinta-feira, 26, os preços do seu mais novo modelo nacional, o Aircross. Versão crossover da minivan C3 Picasso vendida na Europa, o Aircross chega ao mercado brasileiro em setembro com estimativa de vendas na casa das 2 mil unidades mensais.

É muita coisa para uma marca que hoje emplaca pouco mais de 6 mil carros por mês por isso a expectativa com o modelo é grande. Os preços, por exemplo, estão em linha com seu maior concorrente, o EcoSport, da Ford.

A versão de entrada, GL, custa R$ 53.900 contra R$ 53.070 do EcoSport XL enquanto a intermediária GLX parte de R$ 56.400, bem menos que os R$ 58.290 cobrados pela Ford na versão XLS. Já a top Exclusive custará R$ 61.900, praticamente o mesmo que o EcoSport XLT.

Apesar da aparência off-road, o Aircross não é nada mais que a minivan C3 Picasso vendida na Europa, porém, com pequenas alterações estéticas e equipada aqui com os acessórios visuais que tornaram esse segmento famoso como estepe externo, pneus de uso misto, suspensão elevada e diversas peças plásticas que caracterizam o espírito aventureiro.

A marca francesa acredita que o Aircross GLX será o principal modelo vendido, com rodas de liga, mas sem itens como o sistema de som, ABS com EBD, airbags e bússolas e inclinômetros, de série na versão Exclusive.

O Aircross deverá ganhar ainda no 1º semestre de 2011 uma versão automática com o mesmo equipamento utilizado no C3. Já uma versão com tração integral não está cogitada.

Parte da nova família C3, o Aircross será seguido pelo C3 Picasso e pelo hatch C3 entre o final de 2011 e começo de 2012.

O repórter viajou a convite da Citroën

Rodrigo Mora

|