A primeira geração do C3, vendida no Brasil desde 2003, não é mais produzida na Europa. A Citroën decidiu interromper a vida do hatch por conta das novas regras de emissão de poluentes que passaram a vigorar na região desde o último dia 1°. Os atuais motores do C3 não atendem às novas normas do Euro V, e no entendimento da fabricante não valeria a pena atualizá-los.

Por lá, o novo C3 vai aumentando suas vendas desde que foi apresentado, em junho de 2009. A Citroën também produzirá a nova geração do hatch por aqui, mas ainda sem data definida. Antes dele, chega o DS3, prometido para o Salão do Automóvel, mas que por conta da alta demanda na Europa será apresentado ao Brasil com certo atraso. Enquanto isso o C3 brasileiro vai segurando as pontas com versões especiais.

Rodrigo Mora

|