Espaço interno, boa lista de equipamentos, dirigibilidade agradável e preço competitivo. Qualidades não faltam ao Aircross, minivan lançada pela Citroën no ano passado. Mas o apelo aventureiro, com estribos laterais e estepe instalado na tampa do porta-malas, pode não agradar. Quem se interessava pelo carro mas torcia o nariz para o excesso de apetrechos já pode se planejar: a Citroën anuncia que “um novo modelo acaba de entrar em produção” na fábrica de Porto Real, no Rio de Janeiro.

Trata-se, evidentemente, do C3 Picasso, homônimo da minivan que roda na Europa. É importante frisar que a Citroën não importa ou monta o modelo europeu por aqui, mas produz sua versão nacional baseada na plataforma do nosso C3 hatch. Mecanicamente, o C3 Picasso seguirá a configuração do Aircross, exceto pela suspensão elevada. Sua chegada ao mercado é  prevista ainda para o primeiro semestre – antes, provavelmente no primeiro trimestre, o Aircross ganha câmbio automático.

Da planta do Grupo PSA Peugeot Citroën em Porto Real, que completa hoje 10 anos de atividades, saem os modelos C3, Aircross, Xsara Picasso, 207, 207 SW, 207 Passion e Hoggar, além do C3 Picasso. Lá também são produzidos os motores TU3 JP (1,4 litro) e TU5 JP4 (1,6 litro). Em 2010 o grupo francês comercializou no Brasil 174.400 unidades, conquistando 5,2% de market share do mercado nacional.

Rodrigo Mora

|