Enquanto o desafio de Jim McDowell, presidente da Mini nos EUA, foi irreverente (e um tanto infantil) ao dizer que motoristas de Porsches usam suéter sobre os ombros, que os carros da marca alemã ajudam a atrair mulheres quando se perde os cabelos, que a Mini está cansada de perder as melhores vagas de estacionamento em frente aos restaurantes e que, se perdesse a corrida em Road Atlanta, usaria uma camiseta dizendo “Nós não vencemos a Porsche”; a resposta de Detlev Von Platen, CEO da Porsche para a América do Norte, foi carregada de classe – e até com um toque de soberba. Não será dessa vez que veremos um pega entre um 911 Carrera S e um Cooper S. Segue abaixo a “dispensa”:

“Querido Jim,
Ficamos surpresos ao descobrir que um ex-funcionário, agora à frente da Mini, nos desafiou para uma corrida “mano a mano”. Como você certamente sabe, a Porsche tem uma longa história de sucesso nas corridas, com mais de 28.000 vitórias nos últimos 60 anos. Como você também sabe, a Porsche não corre por fama, exibicionismo ou publicidade. Nós corremos para nos desafiar, corremos para evoluir a tecnologia de nossos esportivos, corremos para transferir toda vitória nas pistas para carros de rua. Se você precisar de um lembrete de nosso intento, dê uma olhada neste breve vídeo: http://tinyurl.com/37xdjqx.

Enquanto seu desafio parece uma divertida e leve campanha, nós vamos continuar correndo como fazemos por décadas. Nós o convidamos a Sebring, Le Mans, Daytona ou qualquer outra corrida válida, onde há mais em jogo do que camisetas ou vagas de valets. Nós também o convidamos a qualquer uma das centenas de pistas pelo mundo, onde donos de Porsches competem a cada final de semana.

Boa sorte na sua corrida em Road Atlanta, no dia 21; esperamos que você aproveite o dia.

Atenciosamente,
Detlev Von Platen President and CEO, Porsche Cars North America”

Precisamos dizer mais alguma coisa?

Rodrigo Mora

|