Eles ainda terão que provar, com seus futuros números de venda, qual será o real impacto de cada um deles no mercado, mas é inegável que Fiat Argo e Volkswagen Polo estabelecem um novo patamar para o segmento de hatches compactos em termos de modernidade de seus projetos.

Quem pretende se mexer em breve para tentar conter o avanço da concorrência será a Ford, em especial nas gamas Ka e Fiesta.

Conforme apuramos com algumas concessionárias de diferentes Estados, é fato que em breve a montadora norte-americana colocará no mercado uma versão automática do Ka, provavelmente baseada no mesmo conjunto mecânico que estreou no EcoSport 2018 com o motor 1.5 tricilíndrico trabalhando em conjunto com a caixa automática de 6 marchas.

Por muitos anos a Ford sempre relutou em oferecer o câmbio automático na gama Ka, alegando que caberia ao Fiesta a opção da caixa mais sofisticada. A crescente demanda dos brasileiros por esse tipo de transmissão e o fato de faltar ao Fiesta o maior espaço interno e versatilidade oferecidos pelo Ka atual, seguramente pesaram na estratégia da Ford de rever sua composição de versões.

Por falar no Fiesta, a mesma caixa automática de 6 marchas presente no EcoSport 2018 também deverá chegar ao hatch, eliminando de vez o “fantasma” de quebras, defeitos e toda a fragilidade da transmissão de dupla embreagem que figurava nos modelos.

A tendência é que o moderno e eficiente propulsor 1.5 com 3 cilindros também seja nacionalizado (hoje só é produzido na Índia) e, com isso, ganhe fôlego de produção para figurar em toda a linha de entrada da Ford por aqui.

O Fiesta também deverá ganhar novidades estéticas para a linha 2018. Enquanto na Europa o hatch ganhou uma nova geração, por enquanto teremos aqui um leve facelift na dianteira e aprimoramentos relevantes no interior, como a introdução da central multimídia Sync 3 no modelo. Será, portanto, uma receita parecida com o que foi feito no EcoSport 2018.

Com essas novidades, sobretudo no Fiesta, a Ford espera ter condições de oferecer pacotes mais vantajosos aos consumidores de olho no Argo e no Polo. De fato o motor 1.5 com 3 cilindros deverá ser um bom concorrente para o 1.0 TSI da Volkswagen, enquanto a nova transmissão de 6 marchas deverá acrescentar a tranquilidade em termos de robustez que faltava ao Fiesta e o EcoSport até a linha 2017.

Mudanças no três volumes

Iniciando parte desse reposicionamento, a Ford realizou uma alteração discreta envolvendo seu modelo três volumes de entrada.

A designação "Ka+" deixa de ser adotada e o modelo passa a ser chamado de "Ka Sedan", tornando mais fácil a identificação da carroceria sobretudo por parte dos consumidores.

A caixa automática para o Ka é aguardada em especial para a carroceria sedã, uma vez que esse consumidor tende a valorizar ainda mais a presença da caixa em questão.

A previsão é que o facelift do Fiesta e as novidades mecânicas para a gama Ka estreiem nos modelos a partir do início de 2018.

 
 
Ford Fiesta 2017
 
Ford Fiesta 2017
Ford Fiesta 2017
Ford Fiesta 2017
 
Ford Fiesta 2017
Ford Fiesta 2017
Ford Fiesta 2018
 
Ford Fiesta 2018
Ford Fiesta 2018
Ford Ka 2018
 
Ford Ka 2018
Ford Ka 2018
Ford Fiesta Sedan 2017
 
Ford Fiesta Sedan 2017
Ford Fiesta Sedan 2017
Ford Ka 2018
 
Ford Ka 2018
Ford Ka 2018
Ford Ka 2018
 
Ford Ka 2018
Ford Ka 2018
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |