Quem falou que os designers chineses não sabem desenhar carros originais? Acaba de sair do forno no centro de design da Peugeot na China o conceito SXC, que será apresentado no Salão de Xangai, entre os dias 21 e 28 de abril. O significado do nome é uma sigla para “Shangai Cross Concept”, o que o caracteriza como um veículo crossover, que mistura parte das capacidades de um SUV com a funcionalidade de um automóvel compacto.

Alinhado as tendências ecológicas, o protótipo tem motorização híbrida: combina o motor 1.6 THP de 218 cv, que motoriza o eixo dianteiro, com uma unidade elétrica com mais 95 cv, que dá assistência às rodas traseiras. (São 313 cv de potência combinada). Segundo a Peugeot, o modelo oferece os modos de rodar com os dois motores ativados ou somente por eletricidade. A marca ainda afirma que o modelo tem consumo médio de 17,2 km/l.

A sigla que nomeia o conceito também remete a palavra “sexy”, em inglês. Para fazer jus ao elogio, os traços do carro são bem elaborados. As zonas envidraçadas laterais têm moldura cromada e as portas possuem sobressaltos, na tentativa de transmitir movimento. Na frente, é possível notar a nova identidade visual da marca, já estampada, por exemplo, no 408. Entre destaques, o carro tem conjunto óptico com luzes de led e teto solar panorâmico.

A marca francesa não confirma, mas certamente prepara alguma novidade para o segmento nos próximos anos, afinal de contas carros-conceito não vêm ao mundo à toa.

Thiago Vinholes

|