O impasse entre o governo brasileiro e argentino a respeito do comércio exterior continua e o número de carros na fronteira só cresce, mas o reflexo da medida que dificulta a importação ainda não surgiu nas concessionárias.

Em maio, as vendas de carros argentinos no Brasil subiram 3,6%, um número modesto, mas que contraria a expectativa do mercado. Uma das razões é que o estoques de alguns modelos ainda ser alto nas concessionárias.

No caso da Volkswagen, por exemplo, o efeito foi contrário. Tanto a perua SpaceFox quanto a picape Amarok venderam bem mais em maio que em abril, 22,7% e 17,6%, respectivamente. A Renault, por outro lado, viu o Clio e o novíssimo Fluence perderem vendas.

No mês passado, os 16 modelos argentinos mais vendidos somaram 21.898 unidades contra 21.109 emplacamentos em abril. O Agile, da Chevrolet, segue como o veículo mais importado da Argentina, com quase 30% do volume total.

Confira o ranking de vendas dos veículos argentinos no Brasil em maio.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/