A troca de comando no departamento de design da BMW está mostrando resultados. Depois da saída do americano Chris Bangle e seus projetos polêmicos e ousados, a gestão do holandês Adrian van Hooydonk tomou outro rumo, com linhas mais elegantes e tradicionais.

A nova geração do cupê Série 6, por exemplo, foi revelada neste domingo, 19, e ficou muito mais previsível que o projeto anterior, de Bangle. Hooydonk, ao contrário, prefere manter uma identidade maior entre os modelos da BMW – o Série 6, por exemplo, lembra seu irmão sedã, o Série 5, outro projeto do holandês.

Apesar disso, a proposta é a mesma: um cupê 2-2 (dois lugares mais dois assentos menores atrás), tração traseira, motores de seis e oito cilindros e câmbio automático de oito marchas ou manual de seis. Haverá também uma versão conversível e a M6, esportiva, mas bem que a marca alemã poderia lançar um cupê de quatro portas também, como vem sendo tradição na indústria de luxo.

O Série 6 Concept deverá sofrer poucas mudanças na versão de produção, prevista para estrear em 2011. A BMW promete mais detalhes no Salão de Paris.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/