Uno e Gol começaram o ano com uma diferença nas vendas de aproximadamente 5.000 carros, com vantagem para o hatch da Volkswagen – a distância foi aumentando e chegou a cerca de 13.000 unidades. Só que a Fiat lançou o novo Uno e a dor de cabeça da VW começou. A larga vantagem do Gol foi diminuindo a partir de junho (logo após o lançamento do carro fabricado em Betim) até chegar a 1.761 unidades, em agosto.

Porém, a ultrapassagem do Uno, dada como certa, não ocorreu. De setembro em diante, o Gol voltou a abrir vantagem – ou melhor, o Uno voltou a se distanciar. Suas vendas começaram a cair e dificilmente tomará do arqui-rival o posto de carro mais vendido do Brasil: no acumulado do ano, o Gol soma 244.206 emplacamentos, enquanto o Uno chega a 183.378 unidades vendidas.

No próximo ano a briga promete esquentar novamente, com a chegada do Uno duas portas.

Rodrigo Mora

|