A Chrysler apresentou hoje o Charger 2011 que, ao contrário do que freqüentemente ocorre, tem na traseira sua principal novidade. É justamente lá que o sedã de apelo esportivo se aproxima do modelo original, da década de 70. A semelhança e o acerto dos designers são tamanhos que as lanternas de 164 LEDs se tornam coadjuvantes.

Sob o capô, o novo Charger levará os motores Hemi 5.7 V8 e Pentastar 3.6 V6, com potência e torque não revelados pela marca norte-americana – no Jeep Grand Cherokee, por exemplo, o Pentastar gera 280 cv e 36 kgfm de torque, enquanto o Charger atual alcança 368 cv quando equipado com o bloco Hemi. A Chrysler também não informou a transmissão, mas é possível que as versões topo de linha já adotem o novo câmbio de oito marchas. Haverá opções com tração traseira ou integral, esta última com sistema de inabilita o eixo dianteira conforme o uso do veículo, poupando combustível. A Chrysler, porém, não revelou detalhes e imagens do interior.

No Brasil, o Charger será revelado, pela primeira vez, durante o Salão do Automóvel, no final do mês. Mas ainda na versão 2010, já que o novo modelo só chega ao mercado norte-americano no final do ano - e, conseqüentemente, aos mercados internacionais somente em 2011.

Rodrigo Mora

|