A sensação do estande da Dodge no Salão do Automóvel de Detroit, que está sendo realizado nos Estados Unidos, é o esportivo elétrico Circuit EV, que se destaca pelo visual diferenciado e imponente, características já muito bem retratadas no famoso Viper.

Mesmo com propulsão completamente elétrica, o automóvel consegue ter um desempenho de carro esportivo. Além disso, não consome gasolina, não emite poluentes e tem uma autonomia considerável, que chega até a 320 km.

Mas as principais características ficam por conta mesmo de seu visual. As linhas equilibradas e robustas do modelo, mesmo com medidas pequenas, o deixam com a verdadeira cara dos esportivos norte-americanos. Para uma melhor sensação e distribuição de peso, o motorista e o passageiro foram colocados na linha média entre os eixos.

O visual também não é apenas um projeto para deixar o modelo bonito. Trata-se de um estudo aerodinâmico de primeira. O vento é quebrado pela grade do veículo e enviado para cima do capô baixo e longo, por cima do pára-brisa e do habitáculo. As entradas de ar laterais também levam elementos de desempenho, além de deixar o modelo mais bonito.

“O exterior do Dodge Circuit EV é um casamento entre o desempenho de um carro esportivo totalmente elétrico e o estilo audacioso Dodge. Trata-se de um carro esportivo extremamente prazeroso de dirigir, sem o consumo de combustível e sem nenhum impacto ao meio-ambiente”, disse Ralph Gilles, projetista da Chrysler LLC.

Desempenho e “reabastecimento”

Falando, também, um pouco de desempenho, o modelo vai da inércia até os 96 km/h em menos de 5 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 200 km/h. Os números são obtidos pelo motor elétrico de 268 cv de potência, que leva um avançado sistema de baterias de lítio.

Recarregar o veículo também é muito simples: basta conectá-lo a uma tomada padrão de 110 volts. O tempo de recarga pode ser reduzido pela metade utilizando-se uma tomada padrão de 220 volts.

Redação

Redação |