A Effa Motors reduziu o preço do monovolume M100, mas não o suficiente para torná-lo o carro mais barato do País, título que se mantém com o Fiat Uno Mille. Antes tabelado a R$ 24 500, o carro chinês agora custa R$ 23 480, ou R$ 320 a mais que o hatch produzido em Betim (MG). A diminuição de 4,1% em seu valor, no entanto, não se traduziu em perda de equipamentos. O monovolume continua a trazer de série ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, faróis de milha e de neblina, para-choques e espelhos pintados na cor do veículo, travamento central das portas com controle remoto e preparação para som.
 
O desconto é resultado do desempenho nas vendas do modelo em 2009, seu segundo ano de vida no Brasil. “A redução de preços foi conseguida graças ao aumento dos volumes de importação do modelo para o Brasil. Em 2009, vendemos 350 unidades do veículo e, em 2010, nossa expectativa é comercializar cerca de 1.200 carros no País. Este crescimento permitiu à Effa Motors negociar um preço menor com a Changhe, fabricante do automóvel”, explica Eduardo Effa, presidente da importadora. O motor utilizado no M100 é de 1 litro, fornecido pela Suzuki.
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca