Em um tímido estande na maior feira automobilística do Brasil, a montadora chinesa, um pouco desconhecida por aqui, Effa Motors, apresentou nesta terça (28), no Salão do Automóvel de São Paulo o novo M100, que recebeu uma reformulação nos faróis, pára-choques e traseira.
 
Vendido há poucos meses no país, o M100 chegou a ser o carro mais barato do mercado, o que mudou com essa nova versão, que custará mais caro. Até aqui cerca de duas centenas de unidades haviam sido emplacadas, um certo ar de mico, após a precoce mudança.
 
Em uma parceria com a Lifan, a Effa está lançando junto com sua conterrânea duas novidades nomeadas de LF520 (hatch e sedã) e LF620 (sedã médio) que serão inicialmente comercializados no Brasil para, mais tarde, chegar aos SUVs, MPVs e carros elétricos.
 
O modelo hatch do LF 520 possui motores 1.3 e 1.6 que geram 85 cv e 104 cv de potência, respectivamente. Já a versão sedã vem com motorização 1.3 litro, com 85 cv de potência a 6 000 rpm. Por último, o sedã de médio porte vem com mecânica de 4 cilindros em linha, 16 válvulas, injeção multiponto, 1.6 com 104 cv de potência e torque máximo de 46,9 kgfm. A transmissão é manual de cinco velocidades.
 
Em comum, todos possuem como itens de série airbag, CD player, freios ABS, rodas de liga leve e sensor de aproximação de ré. Os preços devem variar entre R$ 35 000 e R$ 55 000, dependendo da versão.
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca