Já usada em tratamentos terapêuticos e estudada para ser aplicada na medicina, a maconha agora chega aos carros. A fabricante canadense Motive aplicou à carroceria do compacto elétrico Kestrel biofibra, material que reúne derivados da Cannabis sativa, nome científico da erva.

Segundo a Motive, o resultado é uma carroceria mais leve, mais eficaz na absorção de impactos e livre das ações da ferrugem. Com capacidade para quatro ocupantes, o Kestrel pesa apenas 850 kg. Ainda de acordo com a fabricante canadense, o compacto elétrico tem autonomia para rodar 160 quilômetros e alcançar os 135 km/h de velocidade máxima.

O Kestrel foi apresentado na EV 2010 VÉ, conferência em Vancouver, Canadá, que debate a mobilidade do país. A novidade não é apenas conceitual: suas vendas terão início em 2012.

Rodrigo Mora

|