A China National Chemical Corp (ChemChina) deve anunciar nos próximos dias a compra das ações da Pirelli, atual quinta maior fabricante de pneus do mundo e com 143 anos de história. A empresa chinesa acertou um acordo no último domingo para comprar parte da companhia italiana por 7,1 bilhões de euros, algo em torno de R$ 24,5 bilhões.

De início, a ChemChina vai adquirir 26,2% das ações da Pirelli, que hoje são de propriedade da holding italiana Camfin. Após isso, a empresa asiática vai lançar uma oferta de aquisição obrigatória do restante das ações. Cada ação deve ser adquirida por 15 euros, chegando ao valor de 7,1 bilhões de euros.

Apesar do novo dono, a Pirelli vai manter sua sede em Milão, na Itália, assim como o atual CEO da fabricante, Tronchetti Provera, vai continuar no comando. No entanto, as divisões de pneus para caminhões e de uso industrial serão transferidas para a AEOLUS, que se posiciona como a maior fabricante de pneus no mercado chinês. Isso vai beneficiar a Pirelli com maior exposição na China, que é o maior mercado do mundo.

A ChemChina é uma das maiores empresas do país asiático e faturou aproximadamente 39 bilhões de euros durante o ano de 2014. Desde 2005, a empresa adquiri marca europeias para expandir suas operações no exterior.  

Redação

Redação |