Apesar de ter aparecido no dia de sua posse (10 de dezembro) com um Volkswagen Touareg Hybrid na cor branca, o novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, não vai usar carros luxuosos durante seu mandato, tanto é que ele já mandou devolver um Audi A8L, que foi cedido pela Volkswagen Argentina e serviu a ex-presidente Cristina Kirchner, inclusive em sua mudança da Casa Rosada, sede da República, para sua nova casa em Recoleta, Buenos Aires.

Ao que tudo indica, a atitude de Macri foi tomada com a intenção de passar uma imagem de maior austeridade. Além do A8L, o utilitário-esportivo Q7, usado pelo ex-chefe de gabinete, Aníbal Fernández. Durante seu mandato, Kirchner usou ainda um A8 de geração anterior e, no dia de sua posse em dezembro de 2007, apareceu a bordo de um A6

O novo secretário geral da presidência, Fernando de Andreis, já contatou a Volkswagen Argentina e a Peugeot-Citroën Argentina para ceder novos modelos. Ainda não se sabe se os carros serão importados ou produzidos localmente, o que pode incluir o Citroën C4 Lounge e o Peugeot 408, além do Volkswagen Vento (Polo), trazido do México. 

Redação

Redação |