Considerado um dos executivos mais brilhantes da General Motors e responsável pelos melhores anos da filial brasileira em termos financeiros, Ray Young está deixando a montadora.

A misteriosa demissão ainda não teve o motivo divulgado. Young ocupava o posto de CFO (Chief Financial Officer ou algo como o diretor financeiro) após sua saída como presidente da GM do Brasil.

O estranho dessa situação é que Ray Young era tido como um dos possíveis candidatos a presidente do grupo no futuro, juntamente com o atual CEO da empresa, Fritz Henderson. Em comum, os dois – e mais Rick Wagoner, ex-presidente do grupo – têm o fato de dirigirem no passado a operação brasileira, considerada um atalho para a presidência.

Segundo apuramos, o cargo de executivo da área financeira era muito visível para ser mantido após a concordata e a entrada do governo dos Estados Unidos como sócio.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/