Os modelos topo de linha da Ferrari são marcados por serem bastante especiais e com produção limitada. A LaFerrari, atual bólido mais caro da gama da montadora italiana, usa um propulsor V12 e outro elétrico, com potência combinada de 963 cv, e teve suas 499 unidades esgotadas em menos de dois anos. Como um substituto do modelo atual, o designer indiano Aritra Das projetou um conceito de superesportivo, batizado de Zenyatta, nome dado a um cavalo americano de corrida que venceu 19 corridas consecutivas.

Como não poderia ser diferente, o conceito da Ferrari Zenyatta encanta logo de cara pelo visual. A dianteira do bólido é bastante agressiva, com linhas que lembram a F12berlinetta, enquanto as laterais trazem linhas musculosas e portas ao estilo “asas de gaivota”. Já na traseira, dá para notar o motor aparente através de um vidro e também o desenho bastante futurista, dando ênfase para as duas saídas triplas de escape.

Segundo Aritra, a Zenyatta seria equipada com uma nova motorização híbrida, que combina um propulsor biturbo a gasolina com outros dois elétricos, um em cada eixo, capaz de desenvolver 1.400 cavalos de potência. Além disso, o modelo ofereceria um sistema de recuperação de energia oriundo dos carros de F1, para garantir carga para as baterias.  

 
 
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
Ferrari Zenyatta Ferrari Zenyatta
 
 
Redação

Redação |