Os proprietários da Ferrari F430 Spider, um belo conversível baseado no cupê F430, começarão a receber um comunicado da fábrica um tanto inusitado: o recall de seus veículos. Problema típico de carros mais populares, até mesmo o esportivo sofre com defeitos de projeto e fabricação.

No caso da F430, o defeito está no acionador do teto retrátil. Como os pistões ficam muito próximos do motor (localizado na parte traseira do carro), há sinais de fissuras neles, possibilitando o vazamento de óleo. Resultado: um incêndio não é uma hipótese improvável.

O alerta foi dado pelo NHTSA, órgão norte-americano equivalente ao nosso Denatran. Segundo ele, a Ferrari instalará uma placa isolante no local para evitar que o calor atinja o pistão.

Os modelos envolvidos no recall – um total de 1 950 unidades - foram fabricados entre 2005 e 2007. O Brasil deve ter uma frota pequena da F430 Spider, que também terão de passar pela correção.

Ricardo Meier

Ricardo Meier |