Em entrevista publicada nesta quinta-feira (23) no jornal italiano La Stampa, o CEO da Tata Motors, Ratan Tata, revela que a montadora indiana e a Fiat pretendem vender o compacto Nano, o carro mais barato do mundo, na América Latina.
 
Tal medida se alinharia a parcerias já existentes entre as duas empresas, como a de produzir motores na Índia. Os lugares de venda e o provável preço, no entanto, não foram revelados. Na Índia, o Nano é vendido por cerca de R$ 4 500.
 
Na entrevista, Ratan citou que as montadoras estudam dividir plataformas de futuros veículos e têm projetos para a Iveco, a divisão de caminhões da Fiat. Outra parceria, ainda segundo Ratan, levaria as marcas Ferrari e Maserati à Índia pelas mãos da Tata.
 
O Brasil seria um dos candidatos para receber o Nano, uma que vez que é o segundo mercado mais importante para a Fiat, atrás apenas da Itália. No Mercosul, um dos concorrentes do Nano seria o Bajaj ULC, modelo que a Nissan estuda produzir no Brasil para aumentar sua participação para até 10% em nosso mercado.
 
O primeiro Nano foi entregue na Índia no último dia 17. De acordo com a Tata Motors, a produção dos dois próximos anos do veículo naquele país já está vendida.
Redação

Redação |