Quem ainda acha o Fiat 500 muito caro – parte de R$ 59.360 – em breve poderá mudar de opinião. A montadora italiana iniciou nesta semana em Toluca, no México, a produção do compacto na linha de montagem da Chrysler, a mesma onde antes era feito o PT Cruiser. A nova versão do carro, com uma série de modificações em relação ao modelo importado da Polônia, também terá preços mais competitivos no país por conta dos menores custos com frete e o alivio nos impostos, beneficiado pelo acordo de livre comércio entre Brasil e México.

Com lançamento previsto para o final do primeiro semestre deste ano, o Cinquecento mexicano terá motor 1.4 MultiAir e versões sem alguns dos equipamentos de segurança do 500 polonês, que vem com 7 airbags e controle de estabilidade (ESP), além do motor 1.4 Fire de 100 cv. Consultadas pelo AUTOO, algumas concessionárias Fiat preveem que o carro importado do México, na opção mais simples, deverá custar menos de R$ 50.000.

Thiago Vinholes

|