Uma das marcas mais fortes do Grupo Chrysler, a Jeep, interessa muito à Fiat, que detém 20% das ações do conglomerado norte-americano. Prova disso, segundo aponta o jornal The Detroit News, é o sinal verde para produção de carros da clássica fabricante de SUVs na Itália. A aprovação vem de Sergio Marchionnne, CEO da aliança, que definiu um orçamento de US$ 1,3 bilhões para custear a manobra.

Os veículos da Jeep serão produzidos a partir de 2012 na unidade da Fiat em Turim, umas das fábricas mais antigas do grupo, inaugurada em 1937. Não só isso, conforme aponta a fonte, a fabricação dos modelos americanos servirá de experiência aos engenheiros da Alfa Romeo, que planejam um utilitário esportivo próprio. Especula-se que esse modelo e um segundo da Maserati (outra marca do Grupo Fiat) serão desenvolvidos com a base do novo Grand Cherokee.

De acordo com o jornal, a ação elevará o ritmo produtivo da linha de montagem italiana das atuais 178.000 unidades para mais de 280.000 automóveis em 2013. Mais da metade da produção será destinado a mercados externos, em especial os Estados Unidos. Porém, ainda não se sabe quais carros da Jeep serão feitos na Itália. A Chrysler, por sua vez, recentemente cedeu parte de uma de suas fábricas no México para abrigar a produção do 500, destinada aos mercados americanos.

Thiago Vinholes

|