A Ford já vem há algum tempo preparando os norte-americanos para a chegada do Fiesta por lá. Soa um tanto inusitado pensar assim afinal o carro é conhecido mundialmente, mas o mercado local anda perdido sem referências de modelos após as crises do petróleo e financeira.

Se antes era comum comprar picapes gigantes e com motor V8, agora muita gente pensa em modelos mais econômicos, seja com propulsão híbrida ou de tamanho modesto. É aí que o Fiesta entra. Já é certo que a Ford produzirá a nova geração à venda na Europa numa planta no México.

Contudo, já existem muitos Fiestas nos Estados Unidos sendo usados em ações para popularizar o modelo antes da sua chegada. Um desses eventos é o “Fiesta Movement”, uma espécie de gincana em que participantes percorrem o país a bordo do modelo.

Tudo isso para que em dezembro o primeiro Fiesta feito para os EUA seja mostrado durante o Salão de Los Angeles. Foi esse o anúncio que a Ford fez hoje, em preparação para o lançamento do modelo em 2010 já como linha 2011.

E essa evolução de certa forma também nos interessa já que é consenso que o novo Fiesta brasileiro terá soluções mais parecidas com a do irmão mexicano. Por aqui, no entanto, o compacto chegará apenas no final do ano que vem.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |