Irônico pensar que hoje usamos sempre os cintos de segurança nos bancos dianteiros e muitas vezes nos esquecemos deles quando estamos no banco traseiro. Como se abríssemos uma brecha nas leis da Física que permitisse que ficassemos ilesos num acidente.

E, ainda por cima, motorista e o passageiro dianteiro contam na maior parte dos carros com airbags. Pobre, ocupantes da fileira traseira. E pensar que numa batida eles serão arremessados para cima dos “seguros” colegas da frente.

Mas quem disse que ninguém pensa neles? A Ford contraria a regra. A montadora acaba de apresentar o primeiro cinto de segurança inflável do mundo. É um misto de cinto do airbag, feito justamente para os passageiros da parte detrás.

A ideia parece tão óbvia que é difícil entender porque demrou tanto para surgir. O princípio é o mesmo do airbag e o acionamento se dá em apenas 40 milissegundos após o choque. A vantagem é que a bolsa inflável, além de proteger o ocupante, também melhora a eficiência do próprio cinto ao deixar o passageiro mais imóvel.

Segundo a Ford, “o ‘cinto airbag’ ajuda pessoas de qualquer idade, mas é mais eficiente em crianças e jovens”. O primeiro veículo a ser equipado com o recurso será o novo Explorer, utilitário esportivo que será lançado em 2010. Mas o objetivo é estender seu uso para toda a linha da montadora no mundo.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |