Quase um ano após sua apresentação oficial (no Salão de Genebra, em março), o Focus RS acaba de chegar à linha de produção da Ford em Saarlouis, na Alemanha, como parte da promessa da marca em lançar 12 esportivos no mercado global até 2020. A versão topo de linha do hatch médio começa a ser vendida em mercados como Europa e Estados Unidos ainda neste semestre, com preço de US$ 35.730 (ou R$ 145 mil, numa conversão direta).

O novo Ford Focus RS é equipado com um motor 2.3 litros EcoBoost turbo de quatro cilindros, que entrega 350 cavalos de potência e 48,4 kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de seis velocidades e tração integral. Segundo dados da marca, o esportivo consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos.

 
 
 
 

O conjunto dispõe ainda de um controle dinâmico de torque da Ford Performance, divisão da empresa voltada ao desenvolvimento de superesportivos, e é o primeiro RS com modos de direção selecionáveis, o que inclui o inédito “Drift Mode”, que permite derrapagens controladas. Há também controle de partida.

De acordo com a Ford, o novo Focus RS já foi configurado por 250 mil pessoas em seu site e soma mais de 3,1 mil encomendas na pré-venda iniciada em setembro. Além do Focus RS, a empresa oferece o Mustang, o Focus ST e o Fiesta ST, além do Ford GT, que chega no final do ano. A marca deve vender 41 mil carros esportivos no mercado europeu em 2016. 

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade |