O Salão do Automóvel de Genebra já está rolando na Suíça e a Ford aproveitou para revelar uma de suas novidades para a mostra: o conceito Iosis Max. Até aí nada de mais, mas vamos começar a especificar do que se trata. O protótipo é a segunda geração do C-Max. Legal, e daí? Simples: essa máquina pode (leia-se deve) estar antecipando as novas linhas do Focus. Esse, sim, você conhece, certo?

Apesar do exagero em relação à modernidade nos faróis, por exemplo, as linhas frontais levam um estilo que lembra bastante às do Verve, o novo Fiesta. O teto é outra “viagem” da Ford, cheio de detalhes e com aerofólio integrado. É bem provável que tal solução só fique na versão conceito mesmo.

E daí para frente, mais inovações, como as porta de trás se abrindo como em uma perua, dando cara de um carro-robô, como no Transformers. Ah, sim, sem contar com o porta-malas que abre por etapas – essa solução ao menos parece ser útil e seria interessante vê-la em uma versão final do novo Focus.

Mas continuemos as descrições. O modelo será o primeiro europeu a receber a tecnologia Ecoboost. O bloco que impulsiona o Iosis Max é um 1.6 litro turbo, que desenvolve nada menos que 178 cv de potência. A troca de marchas é feita com dupla embreagem e tem como objetivo a economia de combustível.

A mecânica citada no parágrafo acima, aliás, deverá ser uma das implantadas no novo Ford Focus. Agora, resta saber se o novo hatch da marca do oval azul receberá do Iosis Max apenas o motor, ou se terá todas as linhas avançadas do modelo.

Redação

Redação |