A Ford apresentou, no Salão do Automóvel de Detroit, em janeiro, a nova geração de seu sedã Taurus, antecipando as linhas que a marca deverá utilizar em seus próximos veículos.

Mas é exatamente do três volumes que falaremos agora. Depois de ter sido um dos maiores sucessos de vendas da história da companhia, a empresa norte-americana busca novamente a glória com seu modelo.

Até aí, nada de novo, mas a Ford acaba de confirmar que o carro ganhará sua nada menos histórica versão mais potente, a SHO (Super High Output). A opção surgiu em 1989 e durou cerca de dez anos, alegrando mais de 100 000 compradores. Agora, com a nova proposta de crescimento para o Taurus, a companhia recriou a versão esportiva.

Potência e desempenho? Pois não...

O carrão é equipado com um poderoso motor EcoBoost V6 turbo (poder de V8 com maior economia de combustível), capaz de desenvolver nada menos que 365 cv de potência e 48,4 kgfm de torque máximo. A tração é integral e o modelo ainda recebeu diversas outras pequenas modificações que o tornaram realmente diferenciado.

A esportividade do modelo não para por ai. A tração é integral, sensível ao torque, trabalhando junto a uma transmissão automática SelectShift 6F55, de seis velocidades. Se você gosta de trocas manuais, também é possível “passar as marchas” na manopla do console central ou nas borboletas atrás do volante.

Enfim, outras mudanças “não tão importantes” também tornam o modelo ainda mais cativante, como reajuste das suspensões, pacote de performance com novos freios e calibragem da direção, rodas de 19 polegadas, opção de pneus de alta performance da Michelin, entre outros.

Por fim, a Ford anunciou que o Taurus SHO terá preço partindo dos US$ 37 995 e chegará às lojas na metade deste ano. Pode parecer caro, mas vale lembrar que é um sedã de 365 cv de potência, com tração integral, muita tecnologia e luxo de sobra.

Redação

|