Para aumentar sua rivalidade com marcas alemãs de luxo (leia-se Audi, BMW e Mercedes-Benz), a Ford anunciou na última semana a chegada do novo Vignale Mondeo, versão mais refinada da linha do sedã grande, que nada mais é que o Fusion dos europeus. O novo modelo, disponível também na carroceria perua, vai ser oferecido no Velho Continente a partir de maio, com preço inicial sugerido de 29.045 libras, algo em torno de R$ 132,1 mil.

Do lado de fora, o Ford Vignale Mondeo se diferencia das demais variantes da linha pela grade dianteira com design hexagonal e acabamento fosco, faróis adaptativos de LED, rodas de liga-leve de 18 polegadas (que pode ser pintada nas cores branco, prata ou preto) e detalhes em cromado. A carroceria pode ser pintada nas cores Vignale Nacciola (exclusiva), Preto Vignale, Prata Vignale e a premium Branco Vignale com quatro camadas.

Já no interior, o sedã e perua apresentam bancos dianteiros com função de massagem, acabamento exclusivo em couro acolchoado Vignale e costuras diferenciadas, encontradas também no painel de instrumentos, console central, descanso de braço e painel das portas.

Na lista de itens de série, o Vignale dispõe de sistema de som com 12 alto-falantes, sistema de entretenimento SYNC 2 com navegador GPS, volante com aquecimento, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de estacionamento, frenagem automática de emergência e alertas de tráfego, de ponto cego, de colisão e de saída involuntária de faixa, além de um aplicativo para smartphone, com acessos a serviços como Vignale Park Me e Vignale OneCall.

Outra novidade do modelo é a tecnologia de cancelamento ativo de ruído da Ford, que usa três microfones para monitorar o ruído do motor que entra na cabine e alto-falantes que reproduzem ondas sonoras opostas às do propulsor.

O Mondeo Vignale estará disponível em quatro versões: uma com motor 2.0 EcoBoost de 240 cv, outras duas com o 2.0 TDCi a turbodiesel de 187 cv e 210 cv (essa biturbo) e uma híbrida, com um propulsor a gasolina e outro elétrico, oferecendo potência combinada de 187 cv. Como opcional, a marca oferecerá o sistema iAWD, que promete “transição suave entre a tração dianteira e a integral”. 

 
 
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
Ford Vignale Mondeo Ford Vignale Mondeo
 
 
Redação

Redação |