A Ford confirmou duas atrações bem interessantes para os visitantes do Salão do Automóvel, que ocorre a partir do dia 10 de novembro. São duas picapes com visual e pegada esportiva, a Ranger na versão Wildtrak e a F-150 Raptor, variante derivada do veículo mais vendido nos Estados Unidos.

A Wildtrack atual foi apresentada no ano passado e é a topo de linha da Ranger em alguns mercados. Seu maior diferencial é mesmo o visual esportivo, com rodas aro 18, e estilo característico na grade, para-choques, maçanetas, retrovisores e rack. Internamente, a Ranger esportiva traz bancos, painel, portas e volante revestidos em couro com apliques ou costura na cor laranja – o exterior, como se vê, é dominado pela mesma cor.

Entre os equipamentos, há aviso de permanência na pista, controle de cruzeiro adaptativo, câmera de ré com sensor de estacionamento e um controle adaptativo de carga que auxilia o controle de estabilidade conforme o peso levado na caçamba. A Ford não diz se a Wildtrak será vendida no Brasil, mas tudo indica que sim.

 
 
Ford F-150 2017
 
Ford F-150 2017
Ford F-150 2017
Ford Ranger 2017
 
Ford Ranger 2017
Ford Ranger 2017
Ford Ranger 2017
 
Ford Ranger 2017
Ford Ranger 2017
Ford Ranger 2017
 
Ford Ranger 2017
Ford Ranger 2017
 
 

Nº 1 nos EUA

Outra picape que deve chamar bastante a atenção no salão é a F-150 que será apresentada na versão Raptor, a mais potente da gama. São nada menos que 456 cv de potência e 70 kgfm de torque extraídos de um motor V6 3.5 Ecoboost com turbo e injeção direta. A nova F-150 inova ao possuir chassi em alumínio, que reduziu o peso da gigante em 220 kg.

A transmissão possui 10 marchas e a tração integral funciona sob demanda, se adaptando às necessidades do piso e da condução do motorista. Apesar de ter muitos admiradores no Brasil, A F-150 deve ser apenas um chamariz para o público, sem planos de vendas no país devido ao alto custo de importação.

Realmente, não há mais como chamá-las de ‘caminhonetes’.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |