Os tempos realmente mudaram. A Land Rover quebrou sua tradição de construir veículos exclusivamente 4x4 e equipou o novo Freelander 2 com um sistema de tração dianteira. A novidade está disponível apenas no modelo equipado com o motor TD4 a diesel, de 148 cv e com transmissão manual, de seis velocidades. Segundo a marca, a perda de peso em relação à tração 4WD e o novo sistema stop/start garante a emissão de 158 g/km de CO2.

“O mercado europeu de utilitários com tração dianteira representa 23% do segmento, e nós queremos brigar fortemente”, avisa Phil Popham, diretor da marca inglesa. Além da nova tração, outra novidade são os motores. Além do já citado bloco de 148 cv, o Freelander 2011 também ganhou melhorias no 2.2 litro turbodiesel, que agora rende 187 cv – ante 158 cv da antiga versão. Esse motor, de acordo com a Land Rover, permite ao SUV acelerar de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos e atingir a velocidade máxima de 188 km/h.

No visual, o Freelander ostenta nova frente, com grade e para-choques redesenhados, além de novos faróis e faróis de neblina. As rodas de 18 e 19 polegadas também mudam. Internamente, novos comandos e acabamentos são os principais destaques.

Rodrigo Mora

|