Depois de quase falir, a Saab foi salva pela insistência da marca de esportivos holandesa Spyker. A venda da marca sueca foi anunciada a pouco pela General Motors que receberá, ao que tudo indica, US$ 74 milhões em dinheiro e mais US$ 326 milhões em ações da nova empresa que será batizada “Saab Spyker Automobiles”.

Depois de uma negociação frustrada com a Koenigsegg, outra marca de esportivos exóticos, a GM passou a declarar com freqüência que o fim estava próximo para a Saab. Mesmo assim, a Spyker e outros grupos empresariais insistiram em comprá-la.

Se foi um jogo de cena dos americanos não há como saber, mas o desfecho foi positivo. Com isso cerca de 3,4 mil empregos foram salvos e 1 100 concessionárias poderão manter, a princípio, suas atividades com a marca.

A Saab tem produzido prejuízos seguidos – entre 2008 e 2009 o valor chegou a quase US$ 700 milhões. Curioso é que a própria Spyker é deficitária: somente no 1º semestre do ano passado foram 8,7 milhões de euros de prejuízo.

O negócio ainda será analisado pelo governo sueco que, se aprová-lo, intermediará um empréstimo de US$ 563 milhões para sua recuperação.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca