No início de 2008, surgiu certa polêmica sobre qual marca teria comercializado mais veículos em 2007. Pois bem, a vitória não ficou clara para nenhum dos lados, apesar de ter quem afirmasse que a Toyota havia sido a líder.

Agora, não há mais como questionar: a marca japonesa é a maior do mundo. E isso ainda cria, consequentemente, outra notícia de extrema importância: a General Motors, uma das marcas que mais está sofrendo com a crise, perde o posto de maior do mundo pela primeira vez nos últimos 77 anos.

A GM anunciou uma queda de 10,8% em suas vendas em relação ao ano anterior, o que a fez cair para a 2ª colocação. Em números mais exatos, a companhia estadunidense comercializou, em 2008, 8,36 milhões de unidades, enquanto a Toyota ficou consideravelmente acima, com 8,97 modelos vendidos.

Novo presidente na Toyota

Mesmo tendo se tornado a maior marca do mundo, a companhia japonesa não tem muitos motivos para comemorar. Em 2008, anunciou seu primeiro prejuízo da história, o que fez os chefões da companhia nomearem Akio Toyoda, neto do fundador da empresa, para a presidência da Toyota.

Toyoda passará ao cargo máximo da companhia e substituirá Katsuaki Watanabe, presidente desde 2005, que, agora, assumirá a vice-presidência do conselho administrativo. Em um bom português: um cargo criado para demonstrar a gratificação pela sua presença nos últimos anos.

Redação

Redação |